Sombras & Fantasmas


Caminho na cidade, todos aquelas pessoas que importavam agora são fantasmas. Sigo pelas ruas, tudo que antes era sonho, promessas de felicidade, grandes realizações, tudo virou pó. Nas sombras alguns tentam emular o que foi perdido, imersos em si mesmos nos bares, lan houses, dançando até a exaustão na última casa noturna do momento. Ninguém mais procura algo nas entranhas da cidade, não existem mais cinemas, nem livrarias. Tudo agora é misticismo, comportamento tribal e busca desenfreada por uma dose a mais de alienação. Procuro a luz do sol, só encontro fuligem e estática no céu da cidade. Trago sempre junto a mim um coldre vazio, um quartilho de uisque… vou seguir rumo ao sul e não vou mais olhar para trás. Um dia alguém vai redescobrir as coisas antigas e talvez tudo seja brilhante de novo. Alguém será gentil e limpará minha lápide?

Pierre Masato

Tirado daqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: